Profissional de TI: o futuro do seu emprego está garantido?

Se você é um daqueles profissionais de TI responsável por gerenciar a infraestrutura local de uma empresa, como cuidar de hardwares e instalar softwares, é hora de rever o seu posicionamento no mercado.

Isso porque o trabalho do profissional de TI evoluiu graças à Computação em Nuvem (ou Cloud Computing).

Enquanto você realiza essas tarefas operacionais (para não dizer “braçais”), profissionais de TI que se profissionalizam e utilizam a nuvem focam em atividades estratégicas, geram mais resultados para as empresas e, consequentemente, são mais valorizados.

A evolução do trabalho do profissional de TI

Não podemos negar que, desde a ascensão da cloud computing no mundo, o trabalho do profissional de TI vem se transformando muito: enquanto há alguns anos ele basicamente fazia era ‘ficar nos bastidores’ da empresa e garantir que o parque de TI funcionasse corretamente, atualmente a sua participação na empresa é muito mais estratégica do que operacional.

Em vez de instalar hardwares e softwares e promover manutenções, agora o profissional de TI foca (ou deveria focar) em fazer a empresa obter o maior valor possível da nuvem – ao tornar os ambientes escaláveis, seguros e mais disponíveis – e ampliar sua visão de negócio com tecnologias como Big Data e Internet of Things.

tendências profissionais de TI
O mundo mudou. E você?

E, como a cada ano cresce o número de empresas que abandonam seu data center local e migram para a nuvem, afim de obter o excelente custo-benefício ela oferece, a contratação de profissionais cloud aumenta proporcionalmente.

Segundo a IDC, os gastos mundiais em computação em nuvem pública aumentarão de US$ 67 bilhões em 2015 para US$ 162 bilhões em 2020 e, de acordo com a Gartner, o mercado mundial de nuvem pública crescerá 18% em 2017 e obterá um faturamento de US$ 246,8 bilhões – em 2016, o faturamento foi de US$ 209,2 bilhões.

Tanto os dados da IDC quanto da Gartner mostram que, no futuro próximo, praticamente nenhum profissional de TI realizará atividades operacionais dentro das empresas: essas tarefas estão sendo repassadas aos provedores de cloud computing.

A garantia do emprego do profissional de TI

Segundo a Hobert Half, uma empresa especializada em recrutamento, a migração para a nuvem é uma forte tendência do mercado de TI. Gradualmente, mais organizações a farão e demandarão profissionais especializados nessa tecnologia.

Em outras palavras, se os profissionais de TI que hoje realizam tarefas operacionais dentro das empresas não se adaptarem às mudanças e se especializarem em cloud, muito provavelmente perderão seus empregos nos próximos anos.

Outra tendência bastante explorada pelas companhias de pesquisa nos últimos anos foi a da ascensão da nuvem híbrida, que une o poder da cloud com a infraestrutura local. Muitas empresas adotam esse modelo porque ainda querem obter mais ROI (Retorno sobre o Investimento) de sua infraestrutura e manter seus dados críticos perto de si. Isso ainda mantém os postos de trabalho de muitos profissionais que ainda resistem à mudança para a nuvem.

No entanto, segundo uma pesquisa da RightScale, o uso da ambiente híbrido caiu de 71% para 67% em 2017.

Em 2016, a Amazon, a EMC e a VMWare foram as empresas que mais anunciaram postos de trabalho para profissionais cloud. Quanto ao salário, ele chegou a US$ 124.300 anuais (o equivalente a R$ 412.899).

Na Salesforce, por exemplo, será criada uma oferta de 1,9 milhão de vagas de emprego para profissionais cloud entre 2015 e 2020.

Com toda essa mudança acontecendo, os profissionais de TI precisam parar por alguns instantes, observar a transformação que está acontecendo em suas profissões e, principalmente, buscar especializações para se tornar um Profissional Cloud.

Agora nos conte: seu emprego de TI está garantido para os próximos anos?